Pular para o conteúdo principal

PIONEIRAS DO FUTEBOL FEMININO NO FOLHA DE SÃO PAULO

As Pioneiras do Futebol Feminino no Brasil com a Equipe do
Jornal Folha de São Paulo, no Estádio VAsconcelos Montes


O Jornal Folha de São Paulo, visitou na última semana, a nossa querida Araguari, uma cidade que cada vez mais, se destaca entre vários atrativos, como sendo produtora de café da melhor qualidade do Brasil, onde também abriga as maiores empresas de suco do país que produzem 70 % dos sucos consumidos no país. É também a maior produtora de tomate do Estado, inclusive o de longa vida. Mas a equipe do Jornal Folha de São Paulo, veio divulgar uma história que vem da década de 50. As Pioneiras do Futebol Feminino, que entraram em campo em dezembro de 1958, conquistando respeito, admiração e muita polêmica.


Apesar de alguns contratempos, a equipe da Folha de São Paulo, pode conhecer as belezas do Bosque John Kennedy, conheceu o novo campo do Araguari, e lá fez fotos para a matéria.


Veja mais http://www1.folha.uol.com.br/esporte/928856-primeiro-time-feminino-brasileiro-e-reativado-em-minas.shtml

Comentários

Leslie**** disse…
Terezinha, fiquei contente em ver a reportagem da Folha, mas não entendi uma coisa,sobre o fato de ser atiçado fogo nos ônibus caso tentássemos jogar em certas cidades.Lembro apenas de sermos muito bem recebidas por onde passávamos.por isso achei estranho,até o cruzeiro fez reportagem conosco..A proibição do futebol por militares também, não lembro.mas também éramos tão jovens, não prestava muita atenção a estes detalhes.Mas parabéns pelo incentivo ao futebol e a memória do futebol feminino,Parabéns!Adorei.
Se forem fazer mais reportagens, não esqueçam de mim!!
Abraços a todas,

Ira

Postagens mais visitadas deste blog

LIVRO INFANTIL QUE ABORDA AS DIFERENÇAS É LANÇADO EM UBERLÂNDIA



No dia 12 de maio, foi lançado na Casa da Cultura de Uberlândia, às 19h30, o livro “Por que eu sou assim” da Editora Pérgamo. O livro escrito por Marta Fontoura, com origamis de Izete de Melo Silva, trata sobre as diferenças, e como a personagem central, uma margarida, descobre como lidar com esse dilema. A margarida quer saber porque nasceu margarida e não rosa. Nessa busca ela descobre uma maneira de entender a diversidade das flores e das pessoas. Segundo a autora, o livro pretende ajudar as crianças a entenderem e aceitarem o jeito de ser de cada uma.

O livro duplo, tem a história em um e no outro ensina como fazer origamis que servem para as crianças exercitarem a criatividade, fazendo também suas próprias ilustrações, as mesmas que estão no livro.







Uma excelente dica para pais, avós, tios, enfim, familiares presentearem e acompanharem as crianças na leitura e no feitio dos origamis. Também ótima ferramenta para qualquer instituição de ensino que queira trabalhar o tema de maneira…

BETHÂNIA – UMA NOVA FORMA DE TRABALHAR A DEPENDÊNCIA QUÍMICA

O Grupo Bahamas inaugura mais uma unidade em Uberlândia

Com o objetivo de expandir a rede na cidade de Uberlândia, o Grupo Bahamas reuniu nessa noite (15) terça-feira, em evento de relacionamento, fornecedores de todo Brasil, empresários, políticos e convidados especiais. A reunião foi na loja que será inaugurada amanhã, localizada à Avenida Cleanto Ribeiro Gonçalves, 600, no bairro Santa Rosa.


Segundo Nelson Junior, diretor de Marketing do Grupo Bahamas, a entrega da nova unidade ocorre em dois momentos. O primeiro momento é de relacionamento, onde os fornecedores podem ver o posicionamento de seus produtos e conhecerem a loja. O segundo momento é o evento de inauguração, que será quarta (16) às 13h, onde será aberto ao público consumidor em geral. O Grupo Bahamas trabalha com três bandeiras. Em Uberlândia a primeira loja foi Bahamas Mix, que é uma bandeira focada em vendas no atacado e varejo, a nova unidade do Santa Rosa é uma unidade de bandeira em formato de supermercado tradicional, e em fevereiro de 2016, será entregue a bandeira Emp…